AEC voltam à 2ª prioridade do concurso-50 mil docentes na Avenida da Liberdade-Reunião Negocial - Projeto de Despacho de Organização do Ano Letivo-Pedido de Mobilidade por Doença para o ano letivo 2018/2019-Parecer do CNE sobre o "Currículo dos ensinos básico e secundário"-Portaria que define os termos e a forma do reposicionamento no escalão da carreira docente-Proposta de Despacho Normativo de Grupos e Constituição de Turmas-Ministério da Educação não apresenta propostas significativas-Horários, condições de trabalho, desgaste, envelhecimento dos docentes e aposentação - Propostas do SIPPEB-1º de Maio - Dia do Trabalhador

Ministério da Educação não apresenta propostas significativas

Ministério da Educação não apresenta propostas significativas

O ME reuniu hoje com os sindicatos dos professores convocados para o efeito. Na agenda de trabalhos constava: Processo de discussão relativo aos horários de trabalho e questões relacionadas com o desgaste e envelhecimento dos docentes.

Na primeira ronda negocial, onde participou o SIPPEB, foi apenas apresentado pela equipa Ministerial um conjunto de situações que o ME irá incorporar no despacho de organização do próximo ano letivo.

Das várias situações apresentadas ressalta a redução de números de alunos por turma para os valores pré-Crato, o facto de o Apoio ao Estudo passar a ser de frequência facultativa e a transferência para a Inspeção da instauração de processos disciplinares a educadores e professores.

No que se refere ao desgaste e envelhecimento dos docentes, continua tudo como dantes pois o ME não apresentou qualquer proposta sobre o assunto apesar da insistência dos dirigentes do SIPPEB sobre a necessidade de um regime excecional de aposentação para os docentes do pré-escolar e do primeiro ciclo do ensino básico pelo facto de não beneficiarem da redução da componente letiva a exemplo dos restantes grupos de professores.

 

Ver a Proposta apresentada do SIPPEB